logo_nova_mulher-p.png
MELHOR IDADE
MASTOLOGIA

Dispositivo intrauterino: conheça melhor os tipos de DIU


Dispositivo intrauterino: conheça melhor os tipos de DIU

O anticoncepcional DIU é um implante contraceptivo de longa duração. Tire aqui todas as suas dúvidas sobre como funciona, quem pode usar e quais são os tipos de DIU


O dispositivo intrauterino, que todo mundo conhece como DIU é um implante contraceptivo de longa duração que tem sido cada vez mais solicitado nos consultórios médicos.


Tipos de DIU

Existem dois tipos de DIU: o DIU de cobre, que não é hormonal e o DIU que usa hormônios para a contracepção e também é conhecido como SIU (sistema intrauterino). Veja as diferenças entre os tipos de DIU:

Dispositivo intrauterino: conheça melhor os tipos de DIU

Como é a colocação de DIU?

A colocação dos dois tipos de DIU é bastante simples, rápida e pode ser feita no próprio consultório, sem cortes, agulhas ou nada do tipo. A colocação de DIU dura de 15 a 30 minutos e pode ser feita apenas por um médico ginecologista.


Geralmente é feita uma avaliação geral antes da colocação do DIU, alguns médicos solicitam exames de imagem e um papanicolau antes da inserção do DIU ou do SIU. O DIU é colocado após a medição do útero, por meio de um exame chamado histerometria. Depois disso o médico abre o canal vaginal com um espéculo e insere o DIU com um aplicador.


Muitas mulheres sentem um pouco de cólica logo após a colocação do DIU, por isso não se assuste se isso acontecer, afinal, é um corpo estranho dentro de uma parte muito sensível do seu organismo, portanto, é natural que haja algum incômodo.


Quanto tempo dura o DIU?

O DIU de cobre pode ficar de 5 a 10 anos implantado no corpo, enquanto o SIU hormonal tem duração máxima de 5 anos.


Quem pode usar o implante contraceptivo intrauterino?

O DIU é uma excelente opção para quem quer um tipo de contracepção reversível e não hormonal, sem efeitos colaterais e seguro.


Os casos em que o DIU não é indicado são:

  • Mulheres com suspeita de gravidez

  • Quem planeja engravidar em até 5 anos

  • Já teve algum tipo de complicação pós-parto

  • Anomalias congênitas no útero ou má formação

  • Pacientes que já tiveram alguns tipos específicos de câncer

  • Mulheres com algum tipo de doença inflamatória pélvica

Se você quer um método de contracepção, mas não quer ou não pode usar hormônios (por histórico de câncer, trombose ou epilepsia, por exemplo) ou se é daquelas mulheres que se esquece de tomar a pílula direitinho, o DIU pode ser uma excelente opção de anticoncepcional.


Como é a menstruação com o dispositivo intrauterino

Mulheres que usam DIU de cobre menstruam normalmente, afinal, o ciclo não é afetado. Já as que usam o DIU hormonal podem, sim, ficar sem menstruar por conta da ação medicamentosa dos hormônios, que também podem ajudar a diminuir as cólicas.


Em quanto tempo o DIU começa a funcionar?

O interessante é associar o DIU à camisinha no primeiro mês, em que o corpo ainda está se adaptando ao novo organismo. Nas primeiras semanas após a colocação é importante checar regularmente se o DIU não se deslocou.


Após essas primeiras semanas a chance de que o DIU saia do lugar diminui bastante e as checagens passam a acontecer a cada seis meses ou até mesmo anualmente. Prático, né?


Caso sinta algum desconforto maior após colocar o DIU, especialmente nas primeiras semanas vá ao seu médico para averiguar se o dispositivo intrauterino está no lugar certo. Além disso, o DIU tem duas cordinhas, que servem para que você possa checar que ele está certinho onde deveria estar.

Mitos e verdades sobre o DIU

Apenas mulheres que já engravidaram podem usar o DIU. Isso é mito. Qualquer mulher pode colocar o DIU, isso é uma crendice que não faz o menor sentido.


Quem coloca DIU sente incômodo na hora do sexo. Outra mentira sobre o DIU. Sua localização fica muito acima de onde o pênis pode tocar, portanto, o sexo com o DIU não sofre nenhuma influência.


O DIU pode perfurar o útero. Isso é verdade, mas só se estiver mal colocado ou tiver saído muito do lugar – e não é algo frequente, portanto, não se preocupe, as chances de isso acontecer são pequenas.


O DIU afeta a fertilidade mesmo após a retirada. Outra mentira deslavada. O DIU não tem efeito prolongado após a retirada e a gravidez pode ocorrer no mesmo ano após ser removido.


Não se pode colocar DIU após o parto. Mais um mito. É, sim, possível colocar o DIU, inclusive isso pode ser feito logo após o parto.


O DIU é abortivo. Não é. Isso é mais uma inverdade. O DIU é uma maneira de prevenir a gravidez, não é usado e nem poderia ser para descontinuar uma gravidez, ou seja, DIU não faz aborto.


O DIU é seguro?

O DIU é sim um método bastante seguro, por não ter efeitos colaterais e por ser semipermanente. Seus índices de falha estão entre os menores, especialmente por não haver riscos de uso indevido. Mas, lembre-se, mais uma vez, apenas um médico ginecologista pode inserir o seu DIU com segurança.