top of page
logo_nova_mulher-p.png
MELHOR IDADE
MASTOLOGIA

O que é a dor pélvica crônica?




Você já ouviu falar sobre dor pélvica crônica? A DPC é uma doença que diminui a qualidade de vida das mulheres, tem um impacto enorme na vida sexual e é frequentemente subdiagnosticada

 

A dor pélvica crônica é uma condição que pode afetar mulheres e homens. Essa condição é bastante desafiadora para ginecologistas. Por isso é fundamental compreender e abordar essa condição de forma abrangente, considerando os diversos aspectos que podem contribuir para seu desenvolvimento, levando em conta o histórico pessoal de cada mulher e sempre acolher essa paciente que na maioria das vezes está com dor e medo.

 

A DPC é caracterizada por dor a região pélvica que persiste por seis meses ou mais. Suas origens podem ser diversas: distúrbios ginecológicos, gastrointestinais, musculoesqueléticos e até mesmo aspectos psicossociais. 

 

Possíveis causas ginecológicas da Doença Pélvica Crônica: 

  • Endometriose – corresponde a 30% a 70% dos casos de DPC;

  • Adenomiose;

  • Miomas uterinos;

  • Aderências pós-cirúrgicas.

Outras causas da Doença Pélvica Crônica 

  • Doença inflamatória pélvica;

  • Disfunções do assoalho pélvico;

  • Neuropatia pélvica;

  • Infecções; como a cistite;

  • Síndrome do intestino irritável. 

 

Como tratar e diagnosticar 

O diagnóstico da dor pélvica crônica depende da causa adjacente, bem como seu tratamento.  Isso requer uma avaliação cuidadosa da história clínica da paciente, exames físicos detalhados, exames de sangue que rastreiam infecções, exames de imagem como ultrassonografia, ressonância magnética ou laparoscopia. Em alguns casos, a abordagem multidisciplinar é fundamental.

Tratamento Personalizado:

 

Além do tratamento medicamentoso ou cirúrgico, dependendo da causa da dor pélvica crôncica, exercícios específicos podem fortalecer os músculos pélvicos e reduzir a dor. 

 

Essa é uma condição muitas vezes subdiagnosticada, mal compreendida e não acolhida por médicos e profissionais da saúde, mas precisamos reiterar que você não deve viver com dor. Isso não é normal e não precisa ser.

 

Você merece ter qualidade de vida e nós estamos aqui para te dar conforto, entender a causa da sua dor e tratá-la o quanto antes.

 

Dor não é frescura. Buscar ajuda não é fraqueza. Você merece viver melhor.

  • Envie uma mensagem!
bottom of page