top of page
logo_nova_mulher-p.png
MELHOR IDADE
MASTOLOGIA

Climatério e menopausa são fases diferentes, mas ambas precisam de atenção


Climatério e menopausa são fases diferentes, mas ambas precisam de atenção

Você sabe a diferença entre climatério e menopausa? A gente te fala aqui sobre isso e sobre os cuidados que podem fazer com que essas duas fases sejam menos turbulentas para a saúde da mulher


Climatério, menopausa, perimenopausa, afinal, qual é a diferença entre tudo isso?


O climatério é a transição do período reprodutivo das mulheres e pessoas com útero para a menopausa, que é a fase não reprodutiva. Quando o climatério acaba começa a menopausa, de fato.



Quando começa o climatério?

O climatério ocorre, em geral, entre 45 e 55 anos, mas essa idade pode variar para menos ou para mais por conta de alguns fatores, como estado geral de saúde, tratamentos como quimioterapia e radioterapia, doenças autoimunes ou até mesmo a genética, que pode tornar uma pessoa mais propensa a entrar precocemente ou tardiamente no climatério e ter o que chamamos de menopausa precoce e menopausa tardia. O climatério começa com a fase que é chamada de perimenopausa.



Diferença entre climatério e perimenopausa

O climatério começa com a perimenopausa, o período que antecede a menopausa e que pode durar de alguns meses a anos. Durante a perimenopausa os ovários começam a produzir menos estrogênio e progesterona, por isso muitas mulheres já começam a ter sintomas como:

  • Fogachos e ondas de calor;

  • Insônia e alterações do sono;

  • Sudorese noturna;

  • Alterações de humor, irritabilidade e depressão;

  • Dificuldade de concentração;

  • Fadiga excessiva;

  • Secura vaginal e desconforto na relação sexual;

  • Diminuição ou perda de libido;

  • Aumento de peso e da circunferência abdominal;


Posso engravidar no climatério e na perimenopausa?

Embora a função reprodutiva comece a diminuir gradativamente no climatério, isso não significa que uma mulher não possa engravidar. Segundo informações da Febrasgo (Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia), após os 40 anos de idade, as chances de a mulher engravidar reduzem em 30% porque a qualidade dos óvulos é diminuída.


Mas essas chances ainda existem e por isso essa é uma faixa de idade que tem grande número de gestações inesperadas e indesejadas, porque as mulheres, ao experimentar os sintomas do climatério, acreditam não serem mais férteis.

Então, se uma mulher não deseja engravidar, precisa manter os cuidados com a contracepção mesmo durante o climatério e a perimenopausa.


Quando começa a menopausa?

A menopausa é quando a mulher deixa de menstruar. Esse marco é contado quando a mulher não menstrua por 12 meses seguidos. A partir daí é considerado o início da menopausa.


É possível evitar a menopausa?

Embora estudos apontem que uma dieta rica e saudável possa adiar a menopausa, ela é inevitável em algum ponto da vida. Então não, não é possível evitar a menopausa, mas é possível passar por ela de uma maneira muito mais confortável.


Por que algumas famosas conseguem engravidar após a menopausa?

A gravidez após a menopausa tem sido cada vez mais falada, especialmente após famosas como a atriz brasileira Claudia Raia, anunciarem suas gestações nesse período.


Toda mulher já nasce com os óvulos que serão liberados durante a ovulação após a puberdade. Na menopausa, os ovários param de liberar os óvulos porque os folículos, que são as pequenas bolsas que abrigam os óvulos, começam a se degenerar. Com isso, as mulheres não podem mais engravidar.


Os óvulos que ainda estão nos ovários após a menopausa não são capazes de se desenvolver e se tornar embriões. Eles se degeneram e são reabsorvidos pelo corpo.


Porém o útero ainda pode ser um ambiente propício para abrigar e gestar um feto. Por isso muitas mulheres fazem o congelamento dos seus óvulos, para que possam gestar mesmo após uma idade em que a fecundação natural se torna mais difícil ou impossível.


Outra opção é realizar a implantação do óvulo fecundado doado por outra mulher.


Menopausa não é o fim da vida

Muitas mulheres pensam na menopausa como a última etapa da vida. De certa forma é, mas essa última fase pode ser longa e saudável com um estilo de vida equilibrado e cuidados que vão desde a alimentação até a manutenção da saúde mental.


Além disso, a tecnologia possibilita tratar sintomas e desequilíbrios causados pela menopausa, com tratamentos como as terapias de reposição hormonal.


Outro tratamento que ajuda a devolver a qualidade de vida da mulher menopausada é o laser íntimo, que trata:

  • Ressecamento vaginal;

  • Falta de elasticidade;

  • Incontinências urinárias de leve a moderadas.

A menopausa é um novo começo de uma fase que merece ser vivida com leveza e alegria, afinal, envelhecer é o presente de quem está vivo.

Commentaires


  • Envie uma mensagem!
bottom of page